No Alub, alunos desenvolvem habilidades socioemocionais

No Alub, alunos desenvolvem habilidades socioemocionais

Escola é o lugar para adquirir conhecimentos – como Matemática, Português e Física – e também o espaço para aprender sobre gestão das emoções, criatividade, confiança, resiliência, autocontrole e postura empreendedora. Essas e outras habilidades socioemocionais são desenvolvidas nos colégios Alub por meio da Escola da Inteligência. O programa é um dos pilares do novo Alub que, desde 2017, está sob a gestão da Educar Holding.

Referência nacional, a Escola da Inteligência foi criada pelo escritor e psiquiatra Augusto Cury, autor de best-sellers – entre eles “Inteligência Emocional” – já publicado em mais de 70 países. No próximo dia 9, Cury estará em Brasília para uma palestra com pais, estudantes e colaboradores do Alub. Os novos alunos que fizeram matrícula até o dia 31/10 ganham um par de ingressos para a palestra.

“É um trabalho que prepara para a vida, desenvolvendo autonomia e capacidade de administrar conflitos, por exemplo, além de permitir a melhora no rendimento escolar e no índice de aprendizagem. É um programa estruturante, ajuda na formação do aluno, dentro e fora da escola”, explica o macroeducador Arthur Pinheiro Machado, presidente da Educar Holding e do Alub. O programa permite ainda o aprimoramento das relações interpessoais e o aumento da participação da família na formação integral dos filhos.

A partir dos 4 anos, os alunos do Alub têm aulas semanais da Escola da Inteligência. O programa atua também na formação dos professores e pais com capacitação presencial e on-line. Sim, assim como os estudantes, os pais recebem material didático e têm quatro encontros anuais com os consultores educacionais de Cury.

“Anualmente, ministramos curso presencial com as famílias com intuito de desenvolver habilidades socioemocionais utilizando as ferramentas da Teoria da Inteligência Multifocal, promovendo reflexões e discussões. Em 2017 desenvolvemos temas sobre a autonomia nas crianças e nos jovens, a importância do diálogo familiar, a influência da tecnologia digital no dia a dia das famílias e como lidar com as adversidades da vida moderna. Também oferecemos às famílias curso de Educação à Distância (EAD) de “Gestão da Emoção” com duração de 40 horas”, explica Andreia Penachio Marques, consultora educacional e coach multifocal da Escola da Inteligência. O trabalho com os pais também visa aumentar a sua participação no desenvolvimento escolar dos filhos.

Pesquisa realizada pela Escola da Inteligência mostra que 96% dos alunos que participaram do programa apresentaram melhorias nas habilidades intrapessoais (autoestima, ansiedade, timidez, por exemplo); e 92%, nas habilidades interpessoais (relacionamentos). Além disso, 98% das escolas que adotaram a Escola da Inteligência perceberam aumento na participação da família na formação dos alunos. No Brasil, atualmente, cerca de 250 mil estudantes são atendidos pela metodologia idealizada por Augusto Cury.

A Escola da Inteligência é fundamentada na Teoria da Inteligência Multifocal, que analisa o funcionamento da mente, os fenômenos que constroem pensamentos e emoções, e fornece técnicas para a formação de pensadores e competências para o desenvolvimento pessoal, social e profissional.

Na educação infantil, por exemplo, os alunos começam a explorar a criatividade e a interpretação por meio da audição de histórias. A partir do 6º ano do Ensino Fundamental, trabalham, por meio do material didático e de conteúdos audiovisuais, temas específicos com uma metodologia para cada faixa etária, explorando o autoconhecimento, os relacionamentos interpessoais e a resiliência, entre outros. “Atuamos para fomentar reflexões e desenvolver aspectos emocionais”, explica Andreia Penachio Marques.

Fonte: G1 matéria transcrita e editada da edição do site Globo.comdo dia 25 de outubro de 2017. Leia na íntegra: https://g1.globo.com/distrito-federal/especial-publicitario/alub/noticia/no-alub-alunos-desenvolvem-habilidades-socioemocionais.ghtml

Relacionados


Veja todos